Greves metro

greves metro

Quando vai ser a greve do Metro de Lisboa?

Os trabalhadores do Metro de Lisboa vão realizar uma greve de 24 horas em 4 de novembro, mas a luta arranca com três greves parciais, a primeira das quais na terça-feira, anunciou hoje a FECTRANS.

Quais são os pré-avisos de greve do Metropolitano de Lisboa?

Os sindicatos do Metropolitano de Lisboa também avançaram com pré-avisos de greve, que podem coincidir com os Santos Populares e com o Rock in Rio, festival que decorre nos dias 18, 19, 25 e 26 de junho, e que movimenta milhares de pessoas.

Quais as principais greves do mês de junho?

O mês de junho vai ficar marcado por várias greves no setor dos transportes, mas não só. Junho arrancou com uma paralisação na Rodoviária de Lisboa, que garante as ligações na zona Norte da capital, e com uma greve dos trabalhadores das bilheteiras da CP.

Qual a desvantagem de fazer greve?

No entanto, perde o direito à retribuição, ou seja, não recebe o salário referente ao período em que faltou. Essa é, aliás, apontada como a maior desvantagem por quem faz greve.

Quando começa a funcionar o metro de Lisboa?

Metro de Lisboa só começa a funcionar às 10h15 na quinta-feira Os trabalhadores do Metropolitano de Lisboa realizam na quinta-feira uma greve parcial para exigirem valorizações salariais, estando previsto que a circulação de comboios se inicie apenas a partir das 10h15, alertou hoje a empresa.

Quais são as linhas do Metro de Lisboa?

O Metropolitano de Lisboa opera diariamente com quatro linhas: Amarela (Rato-Odivelas), Verde (Telheiras-Cais do Sodré), Azul (Reboleira-Santa Apolónia) e Vermelha (Aeroporto-São Sebastião). Normalmente, o metro funciona entre as 6h30 e as 1h.

Qual a duração da greve de quinta-feira 4?

A greve de quinta-feira, 4, será diferente e terá a duração de 24 horas. Por isso, o reforço da Carris acompanhara este período e será feito durante todo o dia, com maior intensidade nas horas de ponta, de manhã e da tarde, e com menor intensidade durante o dia e serão.

Quais foram os motivos da greve geral de 1917?

A Greve Geral de 1917 foi um movimento provocado pelos operários e comerciantes de São Paulo nos meses de junho e julho. Os trabalhadores pediam melhores condições de trabalho e aumento de salário. Depois de cinco dias de paralisação geral, os grevistas tiveram suas reivindicações atendidas. Aspecto de uma fábrica em São Paulo na década de 10.

Quais são os pré-avisos de greve do Metropolitano de Lisboa?

Os sindicatos do Metropolitano de Lisboa também avançaram com pré-avisos de greve, que podem coincidir com os Santos Populares e com o Rock in Rio, festival que decorre nos dias 18, 19, 25 e 26 de junho, e que movimenta milhares de pessoas.

O que acontecerá com o comboio após a greve?

E tendo isso em conta, a própria empresa já veio informar via email que, por motivo de greve, preveem-se possíveis perturbações em todos os serviços até 30 de junho de 2022, nomeadamente atrasos e supressões de comboios.

Quais são as principais características do mês de junho?

O mês de junho é marcado por algumas datas bem conhecidas por nós brasileiros, como a Festa Junina e as comemorações dos santos desse período festivo. Uma outra particularidade do mês é que não há muitos feriados oficiais.

Quem pode fazer greve? Todos os trabalhadores (exceto os trabalhadores que não lhes é concedido o direito à greve como é o caso dos militares, forças de segurança, juízes e deputados) independentemente do seu vínculo laboral ou do setor de atividade, têm o direito incontestável de fazer greve.

Quanto tempo a greve deve ser comunicada ao empregador e à comunidade?

Sem falar de direitos como o voto e a representação democrática das instituições públicas. A Constituição Federal aceita a greve como instrumento da Categoria e o Supremo Tribunal Federal reconhece a greve como instrumental legal das organizações dos (as) trabalhadores (as). A greve é política?

Quem é o responsável pela comunicação da greve?

Postagens relacionadas: